06/11
2017

Como escolher o menu

Compartilhe:

Casamento é literalmente uma delícia! Além de todos aquelas fofices que a gente ama, ainda tem o melhor da festa: as comidinhas! Seja um coquetel, almoço ou jantar, sempre é muito importante caprichar no menu. Dizem que a comida é a alma de toda festa que se preze, então vale dedicar um tempinho para fazer as degustações para montar o cardápio ideal para o seu casamento.

 

Antes de escolher o menu, o casal deve decidir como ele será: finger food, coquetel, menu degustação, jantar empratado ou franco-americano. Depois é que vem a hora de decidir os tipos de comida que farão parte do cardápio.

 

Se optarem por finger food, tenham em mente que a comida vem em pequenas porções, ou seja, ela não precisa ser cortada, pois já é feita para ser degustada de um modo mais prático. Nesse tipo de serviço, o cardápio é mais criativo e amplo, e os noivos podem escolher várias receitas, por exemplo, brioche de salmão; creme de aipim com salmão e azeite trufado; capelleti crocante com o recheio que escolherem; patinha de caranguejo com molho tártaro; copinhos de maça, queijo de cabra e passas; canapés; canudos com recheios diversos; etc.

 

Os noivos também podem optar pelo serviço coquetel, no qual as comidas são fáceis de manusear e não precisam de talheres. Assim como o finger food, o coquetel é servido por garçons e as opções de comida são: canapés, tortinhas, quiches, salgados de todos os tipos etc. Muito parecido com os tipos de serviço já apresentados, o menu degustação também vem em pequenas porções e no formato volante. O lado bom dessas três opções é que os convidados não precisam esperar por um momento específico para comer, pois a comida já estará disponível no salão. Além disso, os noivos podem ser mais criativos e variar no cardápio e na louça.

 

Já no jantar ou almoço empratado, os convidados devem permanecer sentados e esperar pelo garçom, aqui, um prato só pode ser servido quando todos terminarem o anterior. Apesar de ser um serviço mais demorado, ele é tradicional e os pratos ficam muito bonitos por já estarem montados e decorados. O legal dessa opção é que as mesas podem ser decoradas com os talheres, taças e cálices; outro ponto interessante é que o cardápio poderá ser dividido em entrada, prato principal e sobremesas.

 

Um outro serviço muito querido e requisitado é o franco-americano, no qual a comida é servida como um banquete, ou seja, ela fica numa grande mesa e os convidados se servem sozinhos, escolhendo o que querem comer e a quantidade que desejam. A vantagem é a praticidade e a variedade, além de uma mesa bem bonita e decorada.